“Você É O Que Você Come” da Netflix é baseado em um experimento real de Stanford

A fascinação do público com as questões alimentares e seu impacto na saúde nunca esteve tão em alta quanto agora. Em meio a essa onda, a Netflix lançou uma série que rapidamente chamou a atenção dos espectadores, “Você É O Que Você Come: Um Experimento com Gêmeos“.

A produção documental, que tem capturado olhares desde sua estreia no começo deste ano, mergulha o espectador em um experimento real inusitado, conduzido pela prestigiada Universidade de Stanford, envolvendo gêmeos idênticos e dietas contrastantes.

O experimento real feito na universidade de Stanford

A Universidade de Stanford foi o berço de um estudo intrigante que reuniu 22 pares de gêmeos idênticos por um período de oito semanas. Esses participantes foram mergulhados em regimes alimentares divergentes, com metade seguindo uma dieta onívora e a outra metade adotando práticas veganas.

Para garantir a consistência e controlar variáveis externas, as primeiras quatro semanas contaram com refeições planejadas e fornecidas aos participantes, enquanto as restantes demandaram que os gêmeos preparassem os próprios pratos.

Sob a liderança do pesquisador Christopher D. Gardner, o estudo não apenas revelou dados substanciais, mas também desafiou algumas noções pré-concebidas sobre alimentação.

Aqueles que adotaram a dieta vegana registraram uma queda notável em indicadores críticos de saúde: redução entre 10% e 15% no colesterol LDL, diminuição da insulina em até 25% e uma perda moderada de peso, em torno de 3%. Tal precisão só foi possível graças à similaridade genética dos gêmeos, o que tornou o estudo Stanford um dos mais precisos do seu tipo.

Sobre a série da Netflix

Traduzindo esse experimento para a tela, a Netflix oferece aos seus assinantes “Você É O Que Você Come: Um Experimento com Gêmeos“, uma série dirigida por Louie Psihoyos e produzida pela Oceanic Preservation Society com um total de quatro episódios.

Essa série não se limita a ser um simples estudo de caso, pois se estabelece também como uma forma introdutória de educação em nutrição. Em seus 198 minutos de duração, a produção faz um raio-x sobre a “Standard American Diet” e sugere um posicionamento favorável à dieta baseada em plantas, abordando o tema de forma equilibrada, sem adotar uma postura de “evangelismo vegano”.

Você É O Que Você Come da Netflix é baseado em um experimento real de Stanford

Focalizando especialmente em quatro pares de gêmeos, a narrativa apresenta as motivações individuais dos participantes, que vão desde uma busca por maior representatividade filipina em pesquisas científicas até o desejo de diminuir o consumo de produtos de origem animal.

A experiência resultou em mudanças significativas nas escolhas alimentares dos envolvidos, que, apesar de retornarem à dieta onívora, adotaram padrões alimentares mais moderados, com uma presença maior de refeições vegetarianas e redução na ingestão de carne vermelha.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir. Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
FacebookLinkedin
Fechar