Saltburn, final explicado: o que a cena final simboliza?

Saltburn“, do Prime Video, tem chamado a atenção dos espectadores com seu desfecho intricado e enredo repleto de reviravoltas. Dirigido por Emerald Fennell, conhecida por seu trabalho em “Promising Young Woman” e sua abordagem única de finais surpreendentes e narrativas impactantes, o filme apresenta uma história de manipulação e destruição focada em um elaborado golpe envolvendo a guerra de classes.

  • “Saltburn” é um lançamento cinematográfico disponível no Prime Video, dirigido por Emerald Fennell.
  • O filme apresenta um enredo cheio de reviravoltas e aborda uma história de manipulação e destruição relacionadas à guerra de classes.
  • Barry Keoghan interpreta o protagonista Oliver Quick, que orquestra um golpe para assumir a fortuna da família Catton, especialmente de Felix Catton, interpretado por Jacob Elordi.

Final explicado de Saltburn

Estrelado por Barry Keoghan como o protagonista Oliver Quick, “Saltburn” leva os espectadores a uma jornada pelo sistema de classes do Reino Unido, acompanhando um anti-herói que orquestra uma série de eventos para assumir a fortuna de uma família aristocrática.

Saltburn, final explicado o que a cena final simboliza

Keoghan entrega uma performance que oscila entre vulnerabilidade e cálculo frio, destacando o equilíbrio delicado entre amor e ódio que seu personagem nutre pela família Catton, especialmente em relação a Felix Catton, interpretado por Jacob Elordi.

A trama se desenrola a partir de 2006, quando Oliver chega como estudante em Oxford. O filme estabelece o início do relacionamento entre Oliver e Felix durante uma situação envolvendo uma bicicleta danificada, revelando uma dinâmica de poder e influência que se mantém ao longo da narrativa.

Conforme Oliver constrói uma teia de confiança e intimidade com os Catton, ele se envolve em interações sexuais com membros da família e gradualmente conquista afeto, chegando a ser considerado quase um membro da família. Os eventos tomam um rumo dramático com a suspeita morte de Felix, e a relação de Oliver com os Catton alcança um ponto crucial.

O chocante desfecho

O desfecho de “Saltburn” revela as intenções de Oliver desde o princípio: um esquema meticulosamente planejado para se apropriar da fortuna dos Catton.

O filme culmina com o êxito da manipulação de Oliver ao tomar posse da mansão da família, persuadindo a matriarca, Elsbeth, a transferir a propriedade para ele, antes de posteriormente assassinar a mulher. A última cena, que mostra Oliver removendo os nomes dos Catton de uma caixa de sombras, simboliza sua vitória sobre a família e representa seu extermínio de forma sinistra.

Embora o filme termine com uma crítica contundente à elite e ao poder, os espectadores ficam refletindo sobre a autenticidade dos sentimentos de Oliver e a premeditação de suas ações.

“Saltburn” desafia os espectadores a ponderar sobre a linha tênue que separa a ambição disfarçada de generosidade e o impacto moral das ações dos personagens, questionando os próprios fundamentos da narrativa.

Aprofundando na complexidade ética do enredo, a obra de Fennell desafia as percepções de culpa e responsabilidade ao revelar até que ponto o desfecho permanece fiel à construção dos personagens e à lógica interna do filme.

Apesar de seu arco provocante, uma análise mais detalhada sugere que o desfecho de “Saltburn” talvez tenha sacrificado a sutileza e a profundidade moral em prol de uma sátira definitiva, um prato cheio para aqueles que apreciam finais abertos para discussão.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir. Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
FacebookLinkedin
Fechar