Intenso e aterrorizante, este promete ser um dos melhores filmes de terror de 2024

Em um anúncio que já provocou furor entre os amantes de terror, a Universal está posicionando “Abigail” como uma das estreias de terror mais esperadas de 2024.

Este filme, que busca inspiração nos clássicos Monstros da Universal e traz uma releitura contemporânea de “A Filha de Drácula” de 1936, desperta curiosidade e altas expectativas com a divulgação de seu primeiro trailer. Filme chega aos cinemas no dia 19 de abril.

O que já sabemos sobre ‘Abigail’

Sob a expertise de Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett, dupla de diretores que ofereceu ao público “Pânico 6”, o filme já se insinua como uma experiência imersiva e arrepiante. O argumento, criado por Stephen Shields e Guy Busick, promete levar a audiência a um labirinto de emoções e reviravoltas.

No filme, somos levados a uma mansão isolada que se torna palco de um sequestro mal sucedido. Os sequestradores são um grupo de jovens astuciosos que pretendiam extorquir um resgate pomposo de um homem poderoso, mas acabam por desvendar um segredo sombrio quando se deparam com Abigail, a filha bailarina deste que não é apenas uma criança inocente, mas uma vampira perigosa e letal.

Intenso e aterrorizante, este promete ser um dos melhores filmes de terror de 2024

A escolha de elenco fornece mais um motivo para ficarmos atentos. Estrelas como Melissa Barrera, Dan Stevens, Kathryn Newton e Giancarlo Esposito são parte do time.

Novo trailer de Abigail

As imagens do mais recente trailer de Abigal já demonstram que este não é um filme de terror comum. O trailer revela momentos de tensão, com uma trilha sonora que promove um clima de suspense e a narrativa visual alinhando-se perfeitamente com a atmosfera de “dread”.

Nele somos apresentados à figura enigmática de Abigail, interpretada por Melissa Barrera, no papel de uma vampira cuja aparente vulnerabilidade de uma bailarina esconde uma natureza predadora e feroz.

A trama gira em torno do plano desastroso dos sequestradores que visavam capturar a bailarina, apenas para descobrir que ela é mais perigosa do que imaginavam, iniciando um jogo mortal de gato e rato.

A combinação de um horror clássico e uma comédia sagaz impõe ao filme um toque semelhante ao bem-sucedido “Casamento Sangrento” ou ao mais recente “Pânico”. O elo com obras precedentes como “O Homem Invisível” é notório, tanto na aceitação crítica quanto no plano das bilheterias, sugerindo que “Abigail” pode compartilhar do mesmo sucesso.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir. Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
FacebookLinkedin
Fechar