A Eposa do Meu Marido está sofrendo boicote por atitude controvérsia de seu criador; entenda

O ano começou com uma nova estreia no mundo do entretenimento sul-coreano, o drama A Esposa do Meu Marido, estrelado pela renomada atriz Park Min Young, mas a obra logo mergulhou em uma crispa discussão, voltada para o mundo real.

Baseado em um popular Webtoon, o drama, que estreou em 1º de janeiro de 2024, encontra-se no centro de uma controvérsia por conta de acusações de islamofobia direcionadas ao autor da história original. Com o surgimento dessas acusações, parte do público iniciou um movimento de boicote à produção, levantando questionamentos críticos sobre a sensibilidade religiosa e a responsabilidade dos criadores de conteúdo.

Autor original da história é acusado de islamofobia

a esposa do meu marido polêmica

O cerne da polêmica veio à tona quando um usuário do Twitter, em uma postagem agora viral, alertou a comunidade muçulmana para evitar assistir ao drama, pois o criador original do Webtoon, Song So-jak, já teria demonstrado ser anti-islã.

 Desculpe ser um desmancha-prazeres, mas para os muçulmanos, não assistam isso, já que é uma adaptação de Gepeng e o autor é islamofóbico, sejam espertos”, escreveu o usuário do Twitter na sexta-feira, 5 de janeiro de 2024.

Essa acusação reverberou rapidamente nas redes sociais, despertando a atenção e preocupação da audiência muçulmana global.

Não demorou muito para que os pedidos de boicote começassem a ganhar força, com internautas e grupos defendendo que a série, assim como a história em quadrinhos original, poderia propagar uma visão equivocada e prejudicial do Islã.

A repercussão questiona o posicionamento do autor e da equipe por trás da adaptação e reflete uma crescente conscientização global sobre a importância de representações mais precisas e positivas de grupos minoritários na mídia.

Controvérsia Específica Relacionada ao Webtoon “A Esposa do Meu Marido”

Os elementos específicos que alimentaram a controvérsia refletem um segmento do Webtoon onde personagens identificados como muçulmanos são envolvidos em atividades criminais sérias contra coreanos, como assassinato e sequestro.

Em resposta à onda de críticas, há alegações de que o conteúdo em questão passou por edições ou remoções subsequentes, sugestões de que a equipe criativa pode ter cedido à pressão externa e optado por retirar essas partes controversas da história.

Resposta às Alegações de Alteração no Webtoon

Após o aumento das queixas, usuários nas redes sociais começaram a comparar as versões mais antigas com as mais recentes do Webtoon, apontando para a possibilidade de alterações que teriam sido feitas após a controvérsia vir à luz.

Até o momento nada foi dito pela produção da série sobre o assunto, nem mesmo pelo autor origina da história.

CONFIRA Também: O que podemos esperar o episódio 3 de A Esposa do Meu Marido

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Instagram
Fechar