A Culpa é Das Estrelas é uma história real? A verdade por trás do filme

Quando A Culpa é Das Estrelas chegou às telonas em 2014, se tornou quase que instantaneamente, um dos filmes favoritos dos amantes de romances com final triste. Dez anos depois, o filme ainda é um preferido, mas muita gente ainda se pergunta se ele é baseado em uma história real.

Pois bem, apesar de não se tratar de um relato biográfico, esse romance adolescente é mesmo baseado na história de uma garota que fez parte da vida do autor do livro que deu origem ao filme, John Green. Conheça Esther, a adolescente que serviu de inspiração.

Esther, a menina que inspirou “A Culpa é das Estrelas”

a culpa é das estrelas história real

Esther Earl, foi a jovem cuja vida real inspirou mente de John Green. Esther foi diagnosticada em 2006 com câncer de tireoide, e a doença, infelizmente, acabou chegando a seus pulmões, o que a obrigava a usar um cilindro de oxigênio, da mesma forma de a personagem Hazel em A Culpa é das Estrelas.

Esther e Green se conheceram em 2009 em uma conferência sobre Harry Potter, e se tornaram grande amigos, mantendo contato mesmo após o evento.

Assim, de certa forma, a condição de Esther serviu como uma inspiração inicial para John Green criar seu best-seller, apesar de o autor, inicialmente, ter imaginado uma história bem diferente, e baseada em outras vivências que ele pessoalmente teve com crianças com câncer.

Quando era mais jovem, John Green já havia mergulhado no mundo de jovens pacientes quando foi voluntário estudantil em um hospital infantil. Em entrevistas, o autor revelou que, aquela vivência lhe deu uma visão crua e intensa sobre a mortalidade infantil, mas o livro que ele pensou inicialmente quase nada tinha a ver com a história que conhecemos hoje. O autor havia esboçado um enredo sobre crianças com câncer formando um clube secreto – uma narrativa que, em suas próprias palavras, servia mais como uma catarse pessoal para suas inquietações sobre morte e sofrimento.

A verdadeira reviravolta na trajetória do livro ocorreu após o falecimento de Esther, em 2010, quando a jovem tinha apenas 16 anos.

Movido pelos sentimentos profundos de perda da amiga, Green dedicou-se a escrever como um meio de processar o acontecido, mas também em busca de esperança ante o sofrimento. Foi assim que A Culpa é das Estrelas tomou a forma como conhecemos hoje.

Mas apesar de ter na amiga uma fonte de inspiração, Green sempre foi categórico ao apontar que a personagem Hazel não é Esther, e que a personagem se beneficiou apenas de algumas características de sua musa inspiradora, como a personalidade única e a doença semelhante. Para além disso, no entanto, Hazel é fruto da imaginação de Green, assim como o romance que se dá entre ela e Augustus.

Portanto, embora não possamos negar que a essência vital de A Culpa é das Estrelas tenha um fio condutor na personalidade e na luta de Esther, a história que se desdobra é uma criação única.

CONFIRA Também: Tokyo Vice: 2ª temporada já tem data de estreia na HBO Max e parece incrível

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Instagram
Fechar