WarnerMedia | Em 2022, filmes do grupo só chegarão ao HBO Max após exibição nos cinemas

Pelo que tudo indica, os filmes da WarnerMedia só terão lançamentos híbridos durante esse ano. "The Batman" e outros devem estrear primeiramente nos cinemas.

Desde o ano passado, quando as medidas de distanciamento social forçaram o fechamento de milhares de salas de cinemas no mundo inteiro, os grandes conglomerados de mídia têm pesquisado formas diferentes de realizar a distribuição dos seus títulos, que vão desde produções originais independentes até grandes blockbusters. Nesse sentido, a WarnerMedia, que administra os estúdios do grupo Warner e a HBO Max, foi pioneira.

No final do ano passado, após adiar indefinidamente a maioria dos seus títulos, a WarnerMedia anunciou que as estreias dos seus principais filmes em 2021 ocorreria de forma simultânea nos cinemas e no streaming. Grandes títulos dos estúdios entraram na estratégia, como “Matrix 4”, “Duna”, “O Esquadrão Suicida”, “Em um Bairro de Nova York“, entre muitos outros. Pelo que foi anunciado, entretanto, o formato de distribuição ocorreria apenas em 2021, e o futuro dos demais filme ainda seria discutido pelos executivos do grupo.

À esse respeito, o CEO Jason Killar conversou com o portal Vox sobre os filmes de 2022, e garantiu que eles serão lançados primeiramente nos cinemas: “Eu acho que é justo dizer que um grande filme, você sabe, digamos que um longa da DC… é muito justo dizer que ele irá exclusivamente para os cinemas primeiro, e depois vá para algum outro lugar como o HBO Max após sua exibição (nos cinemas)”.

The Batman WarnerMedia 2022
The Batman: Filme com Robert Pattinson deve estrear nos cinemas em 2022 (Imagem: Divulgação/WarnerBros).

O anúncio ocorreu após a rede de cinemas Cineworld, que administra todas as salas de cinema Regal nos Estados Unidos, ter anunciado que tem um acordo com a Warner para exibir seus filmes 45 dias antes deles serem exibidos no streaming. O mesmo deve acontecer com outros grandes conglomerados de mídia, como a Disney, Comcast e ViacomCBS, que embora tenham alcançado sucesso com algumas produções sendo lançadas diretamente no streaming, ainda querem ver seus grandes títulos novamente nos cinemas.

Ainda assim, Killar fez questão de anunciar que o lançamento simultâneo de filmes tem dado um retorno financeiro positivo para o grupo: mesmo estando disponível no HBO Max, o longa“Godzilla vs. Kong” foi capaz de arrecadar US$50 milhões de bilheteria no último final de semana. De acordo com ele, a estratégia também impediu que alguns espectadores deixassem de assinar o serviço, mas o executivo acabou admitindo que a empresa “tropeçou” em algumas etapas do processo de mudança, anunciado no final do ano passado:

“Não há dúvidas que foi turbulento no início de Dezembro do ano passado. Se eu tivesse a chance de tomar essa decisão novamente, eu acho que é muito justo dizer que nós tomaríamos alguns dias a mais para termos ainda mais conversas do que fomos capazes de ter”, disse o executivo, se referindo a alguns membros da comunidade hollywoodiana que foram pegos de surpresa com a decisão.

Godzilla vs Kong da WarnerMedia 2022
Godzilla vs Kong: apesar do lançamento híbrido, bilheteria do filme surpreendeu os estúdios (Imagem: Divulgação/Warner Bros.)

Com isso, é bastante provável que para assistir filmes como “The Batman“, estrelado por Robert Pattinson, Animais Fantásticos 3″, protagonizado por Eddie Redmayne, e “Adão Negro”, com Dwayne Johnson, os fãs do estúdio terão que se dirigir às salas de cinema novamente, e apenas alguns meses depois poderão conferir os filmes no streaming do HBO Max, que inclusive, chega em Junho ao Brasil.

Para mais novidades sobre as produções da WarnerMedia, fiquem ligados no Sobre Sagas!

Fonte: Vox

Arquiteto e Urbanista aficionado por Cenografia e Cinema. Administrador do Sobre Sagas desde 2013 e apaixonado por adaptações cinematográficas, especialmente de fantasia.
FacebookInstagramLinkedin

Deixe seu comentário