Com produção de Leonardo DiCaprio, documentário indígena brasileiro é escolha certeira na Netflix

Com produção de Leonardo DiCaprio, documentário indígena brasileiro é escolha certeira na Netflix
  • O documentário “Somos Guardiões” chega à Netflix após receber prêmios em festivais internacionais
  • O filme retrata a luta dos povos indígenas em proteger a Amazônia contra invasores ilegais
  • “Somos Guardiões” busca sensibilizar o público e atuar como um catalisador para apoiar a preservação territorial e a defesa ambiental dos povos indígenas.

O documentário “Somos Guardiões”, que retrata a perseverança dos povos indígenas na proteção da Amazônia, agora está disponível na plataforma Netflix na América Latina.

A produção ganhou prêmios em diversos festivais internacionais e se destaca por abordar a luta dos guardiões da etnia Tenetehara contra invasores ilegais na região. O documentário levanta questões importantes sobre conservação ambiental e direitos indígenas, e tem recebido grande atenção do público e da crítica tanto no Brasil quanto no exterior.

“Somos Guardiões” é uma reflexão profunda sobre os conflitos ambientais e sociais contemporâneos, e já recebeu reconhecimento em festivais renomados como o Autochtone First People’s, em Montreal, e o Raindance, em Londres. Além disso, o filme foi destacado na 47ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e na COP 28 da ONU.

A narrativa do documentário gira em torno das histórias da líder indígena Puyr Tembé e do guardião Marçal Guajajara, e também inclui perspectivas divergentes, como a de um madeireiro ilegal e de um proprietário de terra que apoia a conservação. O filme mergulha nos aspectos econômicos do desmatamento e aborda questões sensíveis como corrupção e políticas governamentais que impactam o cenário atual.

Assinado pelo cineasta indígena Edivan Guajajara, o documentário conta com a participação do astro Leonardo DiCaprio na produção e com a experiência de Fisher Stevens, vencedor do Oscar, na equipe de produção. O projeto marca a trajetória de Guajajara, que há anos busca ampliar a visibilidade das lutas indígenas através das mídias móveis.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir. Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
FacebookLinkedin
Fechar