Quem foi Griselda Blanco, narcotraficante real que inspirou nova série da Netflix

A fascinação pelas histórias dos grandes traficantes da América Latina não é novidade nos corredores de Hollywood e nas telas de streaming ao redor do mundo. A mais nova empreitada da Netflix, a série “Griselda”, mergulha na saga de Griselda Blanco.

Griselda Blanco foi uma narcotraficante colombiana cujo reinado sangrento ecoou nas esquinas de Medellín até as ruas de Miami.

Apelidada “Madrinha da Cocaína”, ela teve uma vida marcada pelo crime e pela violência, inspirando agora uma produção que promete desvendar os segredos e a complexidade dessa personagem da vida real.

O início de Griselda Blanco no mundo do crime

Quem foi Griselda Blanco, narcotraficante real que inspirou nova série da Netflix
Conheça a história de Griselda Blanco, a “Madrinha da Cocaína” que será retratada em série da Netflix com Sofia Vergara.

Nascida na pobreza em Santa Maria, Colômbia, em 15 de fevereiro de 1943, Griselda Blanco começou seu envolvimento com o crime desde cedo.

Já aos 11 anos, enfrentou seu primeiro grande delito, ao sequestrar e supostamente assassinar um menino ao não receber o dinheiro do crime.

Em uma tentativa de escapar da realidade em que era submetida a abusos, Blanco se enveredou por atividades ilícitas, plantando as sementes do que viria a se tornar uma das mais temidas lideranças do narcotráfico mundial.

Casamentos e Parcerias no Crime

O envolvimento amoroso de Griselda sempre esteve atrelado ao cenário criminoso. Com três casamentos em seu nome, todos os maridos tinham conexões profundas com o crime organizado.

A violência era uma constante, com Blanco não só ordenando a morte de seu segundo esposo mas também ela mesma sendo acusada de matar o terceiro, demonstrando uma brutalidade que se estenderia por toda sua carreira criminosa.

Trajetória nos EUA e Reinado em Miami

Nos anos 60, Griselda Blanco chegou aos Estados Unidos munida de documentos falsificados. Por baixo do manto de uma loja de roupas íntimas, ela dirigia suas operações de narcotráfico, inovando no uso de mulheres jovens como “mulas”.

Suas roupas íntimas especialmente adaptadas se tornaram um meio eficiente para contrabandear cocaína.

Já nas décadas de 70 e 80, Blanco se estabeleceu de maneira dominante em Miami. A cidade, tomada pela epidemia de crime da época, via a colombiana enriquecer em um ritmo assombroso, com receitas que chegavam a estimados US$ 80 milhões ao mês.

Além disso, Miami assistiu a Griselda desenhar as primeiras rotas de tráfico que mais tarde seriam apropriadas por Pablo Escobar.

Caçada e Prisão de Griselda Blanco

A trajetória de Griselda não passou despercebida pelas autoridades. O governo americano, através da agência da DEA, empreendeu uma longa e meticulosa caçada a Griselda Blanco.

Em 1975, acusada de tráfico de drogas, Blanco fugiu para a Colômbia, escapando momentaneamente do crivo da justiça americana.

No entanto, a década de 80 testemunhou a consolidação e também o fim de seu império criminoso. Em 1985, sua fuga chegou ao fim na Califórnia, onde foi capturada e posteriormente condenada a uma pena de 50 anos por sua participação em crimes de narcotráfico, além de ser suspeita de uma série de assassinatos.

Blanco cumpriu aproximadamente 20 anos de prisão até ser deportada para a Colômbia em 2004.

Retorno para a Colômbia e morte de Griselda Blanco

Longe dos holofotes e da influência que já exerceu, Griselda Blanco viveu discretamente na Colômbia após sua deportação. Seus dias finais foram marcados por uma tranquilidade atípica para alguém com seu legado.

No entanto, o passado criminoso nunca a abandonou completamente. Em 2012, o destino selou seu final quando foi assassinada em Medellín ao sair de um açougue.

Com uma família marcada por mortes e tragédias, seu filho Michael Corleone Blanco se tornou o único remanescente desse cruel capítulo da história do narcotráfico.

Como será a série sobre Griselda Blanco na Netflix?

Griselda série netflix
Imagem: Reprodução/Elizabeth Morris/Netlfix © 2022

A série “Griselda”, que estreia na Netflix no dia 25 de janeiro, promete capturar a essência de uma mulher ambiciosa no epicentro de um dos cartéis mais poderosos já conhecidos.

A produção conta com uma equipe que já provou sua habilidade em trazer à tona histórias do narcotráfico em produções aclamadas como “Narcos” e “Narcos: México”.

Estrelada pela atriz Sofia Vergara, a série propõe mergulhar nas sombras e nas controvérsias que envolveram a vida dessa mulher que, para muitos, personifica o lado obscuro da busca incessante pelo poder.

CONFIRA Também: Griselda: Tudo o que sabemos sobre a minissérie com Sofía Vergara para a Netflix

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Instagram
Fechar