PIXAR | Diretor de criação quer investir em sequências de filmes clássicos

Pete Docter, que assumiu a direção criativa da Pixar, acredita que sequências são essenciais para a estabilidade financeira do estúdio.

Publicidade

Publicidade

Pete Docter, diretor de filmes como “Soul” (2019), “Divertida Mente” (2015) e “Up! Altas Aventuras” (2009), tem ganhado bastante destaque dentro da Pixar Animation Studios. Na última semana, o tabloide The Hollywood Reporter lançou uma matéria onde explicita como o cineasta revigorou a potência multibilionária da Disney, inaugurando uma geração diversificada de cineastas e projetos.

A ascensão de Docter dentro dos Estúdios começou quando John Lasseter, um dos animadores originais da Pixar, resolveu tirar um “período sabático” depois de deixar uma carta se desculpando por “erros” não especificados. Seis meses depois, Pete Docter foi convidado por Bob Iger, CEO da Disney, para assumir o cargo de Lasseter e se tornar diretor de criação da Pixar.

Publicidade

Uma das estratégias que Docter irá manter, entretanto, é explorar as sequências de filmes clássicos dos estúdios, embora as animações originais também não ficarão de lado. “No passado nós tínhamos uma grande série de sequências, muitas em uma fila”, disse em entrevista. “Agora nós temos muito conteúdo original, o que me deixa animado, mas por segurança financeira nós devemos ter algumas outras sequências por aí. Às vezes é difícil, porque os projetos criativos têm vida própria, ou eles decolam ou não”.

Publicidade

CONFIRA Também:
SOUL | Confira os easter eggs da nova animação da Pixar para o Disney+

Publicidade

Publicidade

As séries spinoff que a Pixar estão produzindo para o Disney+ podem ser bons exemplos dessa iniciativa: os novos episódios retratarão o universo das animações de “Carros” (2006) e “Up! Altas Aventuras” (2009), e estão programados para estrear ainda neste ano. O longa de animação “Lightyear”, história de origem do personagem de “Toy StoryBuzz Lightyer, deve chegar aos cinemas no verão norte-americano de 2022.

Lightyear uma animação Pixar
Primeira imagem oficial de “Lightyear”, uma animação Pixar (2022)

Outras produções originais Pixar também já tiveram continuações lançadas muitos anos após a estreia do primeiro filme. É o caso, por exemplo, de “Procurando Dory” (2016), sequência de “Procurando Nemo” (2003), e “Os Incríveis 2” (2018), que chegou aos cinemas 14 anos após o lançamento do primeiro filme, em 2004.

A Pixar – ou Pete Docter – ainda não divulgaram quais desses originais ganharão essas sequências que visam manter a estabilidade financeira dos estúdios. Mais informações sobre estes novos projetos, entretanto, devem surgir ainda este ano.

Arquiteto e Urbanista pós-graduando em Cenografia. Editor-Chefe e administrador do Sobre Sagas desde 2013. Apaixonado por adaptações cinematográficas, especialmente de fantasia.
FacebookInstagramLinkedin

Deixe seu comentário