Netflix e Amazon quiseram filme CANCELADO com John Cena

Netflix, Amazon e Paramount quiseram filme CANCELADO com John Cena

RESUMO:

  • Netflix, Amazon e Paramount demonstraram interesse em adquirir os direitos de distribuição do filme “Coyote vs. Acme” após seu cancelamento pela Warner Bros. Discovery.
  • As negociações não foram bem-sucedidas devido ao preço elevado solicitado pela Warner Bros. Discovery.
  • A postura rígida da produtora levanta dúvidas sobre o futuro das parcerias e afeta a confiança dos profissionais da indústria.

Após o cancelamento do lançamento do filme “Coyote vs. Acme” pela Warner Bros. Discovery, gigantes do entretenimento como Netflix, Amazon e Paramount mostraram interesse em adquirir os direitos de exibição e distribuição da produção, o que foi recusado.

A Warner Bros. Discovery decidiu cancelar o filme no final de 2022, como parte de uma estratégia de redução de custos e benefícios fiscais. No entanto, outras empresas demonstraram interesse em salvar a produção e realizaram ofertas atraentes.

A Paramount, por exemplo, estava interessada em levar o filme para as telas de cinema, mas as negociações não foram bem-sucedidas devido ao alto preço solicitado pela Warner Bros. Discovery, que variava entre 75 e 80 milhões de dólares. Embora as avaliações internas indicassem uma recepção positiva ao filme, as partes não chegaram a um acordo.

É importante ressaltar que os executivos da Warner Bros. Discovery, incluindo o CEO David Zaslav, não assistiram à versão finalizada do filme. Mesmo assim, eles mantiveram uma posição rígida, recusando contrapropostas e evitando qualquer envolvimento adicional com o projeto.

Essa postura da Warner Bros. Discovery tem gerado questionamentos no mercado, não apenas sobre o destino específico de “Coyote vs. Acme”, mas também sobre a confiança de cineastas e parceiros futuros na produtora. Com um mercado competitivo, essa decisão cria um cenário de incerteza.

Alexandre Garcia PeresEditor do Sobre Sagas e Analista de SEO da WebGo/Content. Raramente ri com filmes e prefere muito mais um dramão. Sempre conta os dias pelos próximos filmes do Tarantino, da Pixar e do Studio Ghibli e frequentemente reassiste os mesmos filmes na dúvida do que assistir. Pela formação em Letras, tem pavor de adaptações ruins de livros e sente um leve prazer ao assistir filmes muito ruins, especialmente os que passam na TV aberta. No tempo livre, gosta de tocar violão/guitarra, jogar videogame e brincar com um dos seus 12 gatos.
FacebookLinkedin
Fechar