GINNY E GEORGIA | Final da série explicado

O Sobre Sagas analisou o final da nova série da Netflix, Ginny e Georgia, e traz tudo o que você precisa saber sobre o fim da primeira temporada.

A série Ginny e Georgia estreou recentemente na Netflix e alcançou o topo das séries mais assistidas da plataforma em sua semana de lançamento. A trama acompanha a história de mãe e filha que se mudam para uma pacata cidade querendo recomeçar a vida.

O seriado vinha sendo comparado com o grande sucesso dos anos 2000, Gilmore Girls, porém se afasta muito dos problemas cotidianos da vida de Lorelai e Rory Gilmore. Ginny e Georgia se aprofunda em questões um pouco mais complexas e momentos sombrios da vida de suas protagonistas.

O final da série é um turbilhão de acontecimentos que deixam o espectador sem entender muito bem como tudo aquele ponto. Por isso, o Sobre Sagas reuniu todas as informações informações sobre o desfecho da primeira temporada de Ginny e Georgia, para você não perder nenhum detalhe.

A história da primeira temporada

No final da primeira temporada de Ginny e Georgia várias coisas acontecem ao mesmo tempo. Um desses acontecimento é que Joe finalmente decide contar para Georgia sobre seus sentimentos por ela. Contudo, ele descobre que a amada já está noiva de outra pessoa.

Além disso, o passado e os segredos de Georgia começam todos a vir à tona simultaneamente. Uma colega de trabalha acaba descobrindo a fraude que ela pratica com os cheques do escritório do prefeito, o que atrapalhar e muito a vida dela na cidade.

Como se não bastasse isso, Ginny suspeita das razões que levaram a mãe a largar tudo e se mudar com os filhos para essa nova cidade. A adolescente está desconfiando também, que Georgia possa ter algum envolvimento na morte de Kenny, seu padrasto, cuja morte aparece bem no começo da série.

Quando Ginny descobre que sua mãe realmente envenenou seu padrasto ela decide pegar seu irmão e fugir, com medo do que a mãe poderia ser capaz de fazer. Porém, a motivação para o envenenamento de Kenny, foi o temor de Georgia que ele pudesse abusar sexualmente de sua filha, já que ela já havia flagrado uma situação suspeita.

A surpresa vem em alguns episódios depois, quando é revelado que Kenny não foi o primeiro marido que Georgia tentou envenenar. Flashbacks mostram a personagem envenenando seu primeiro marido, Anthony Green. Esse casamento só aconteceu porque ela queria dar um lar estável para sua filha e foi forçada a se unir a Anthony.

Com relação à morte de Kenny, não há comprovação de que ele realmente teve um ataque cardíaco, pois o mesmo estava no auge de sua saúde e não demonstrava nenhum sinal de alerta para doenças cardíacas. Por isso, é contratado um detetive para investigar a morte.

Jesse, o detetive encarregado de investigar a morte de Kenny, descobre que ele não era o primeiro de Georgia e que Anthony Green, inclusive estava listado como uma pessoa desaparecida. Com isso, Jesse deduz que Georgia possa ter algum envolvimento com a morte dos dois.

Enquanto isso, a mãe de Ginny, não faz a menor ideia de que tudo isso está acontecendo ao seu redor. Ela está muito ocupada ao lado de noivo, o prefeito da cidade Paul Randolph, o apoiando enquanto ele é reeleito.

O final da série deixou diversas pontas soltas, perguntas para serem respondidas em uma possível segunda temporada. Será que o passado de Georgia vai ser realmente revelado? O que isso vai implicar em seu relacionamento com Paul? Para onde Ginny e Austin foram? E muitas outras questões que ficaram sem respostas.

A relação mãe e filha

Apesar de constantemente acusar sua mãe de esconder a verdade dela, Ginny está seguindo os mesmo passos de Georgia em diversos sentidos. Ao decidir fugir com o irmão, ela experimenta o mesmo sentimento que a mãe sentir por diversas vezes, medo.

No início aparentemente Georgia está fazendo algum progresso Ginny, porém isso tudo se acaba quando a garota começa a passar por uma crise de identidade. Ginny é filha de pai negro e mãe branca e isso acaba sendo uma questão em sua interação social.

Principalmente em Wellsbury, onde dentro do seu grupo de amigos não tem mais nenhuma pessoa negra, ela começa a lutar para abraçar uma parte muito importante da sua identidade. A ausência do pai também é uma questão importante para Ginny, mesmo ele sendo amoroso com ela quase nunca está presente na vida da jovem.

Ginny começa então a se sentir destacada dos amigos,  e tudo isso acrescido a exposição às drogas e sua tendência à automutilação. A vida da jovem que antes era responsável até mesmo por sua própria começa a desandar de uma forma muito rápida e desenfreada.

Confira também: REBELDE | Netflix divulga vídeo de anuncio do remake

Referência à Taylor Swift

Outro ponto importante sobre o final de Ginny e Georgia, é uma questão que extrapolou a ficção e chegou à vida real. Em um dos episódios é feita uma piada – de péssimo gosto – misógina com a cantora Taylor Swift. A situação chamou atenção dos fãs e da própria cantora que se pronunciou em suas redes sociais sobre o assunto.

Veja abaixo o pronunciamento oficial de Taylor Swift:

A frase que diz “Você troca de homens mais rápido que a Taylor Swift”, foi o motivo da revoltada de milhares de fãs da cantora e dela mesma. Swift, que inclusive teve um documentário produzido para Netflix, repudiou a colocação da série e o posicionamento da plataforma quanto a esse assunto.

Segunda Temporada

A série termina com várias questões em aberto, contudo até o momento a Netflix ainda não se pronunciou sobre a produção de uma segunda temporada para Ginny e Georgia. Porém, não é preciso se desesperar já que é normal a demora para o anúncio, pois envolve analise de dados e investimentos.

Como a produção conseguiu bons números e se manteve no TOP 10 da plataforma em diversos lugares, é bem possível que aconteça sim uma renovação. De qualquer maneira sobre a segunda temporada da série, tudo é apenas especulação e ainda não há nenhuma informação oficial vinda do streaming.

Todos os episódios da primeira temporada de Ginny e Georgia, estão disponíveis no catálogo da Netflix.

Uma professora de literatura apaixonada por ficção, seja em livros ou séries e filmes. Não entendo nada de signos mas se perguntarem eu finjo.

Deixe seu comentário