FALCÃO E O SOLDADO INVERNAL | Orçamento da série é maior que o da 8ª temporada de “Game of Thrones”

Os seis episódios de "Falcão e o Soldado Invernal" custarão, juntos, quase o dobro do orçamento da 8ª temporada de "Game of Thrones".

Publicidade

Publicidade

Foi aqui que pediram megaprodução? Um dos títulos mais aguardados do ano é a série “Falcão e o Soldado Invernal“, produzida pela Marvel Studios para o Disney+. A série será a segunda produção original do Universo Cinematográfico da Marvel a estrear na plataforma, tendo “WandaVision” como sua predecessora. Até então, a Marvel tem obtido considerável sucesso no mundo do streaming: a série da Feiticeira Escarlate é um fenômeno mundial e está sempre no ranking das mais assistidas. Será se Falcão herdará todo esse sucesso?

Se depender da Disney, sim. Mesmo tendo um 2020 conturbado pela pandemia de coronavírus, que impediu que diversos filmes tivessem suas estreias nos cinemas, parece que os estúdios estão dispostos a investir pesado em produções do gênero. De acordo com uma matéria da Variety, o orçamento que os estúdios destinaram à produção de “Falcão e o Soldado Invernal” foi de 150 milhões de dólares – um valor exorbitante até mesmo para séries já considerada caras.

Publicidade

Para efeito de comparação, a última temporada de “Game of Thrones“, que tem o mesmo número de episódios de “Falcão” (6), custou à HBO um total de 90 milhões de dólares. Cenários gigantescos, dragões de CGI, castelos medievais, tudo incluso no pacote. Outra série que também já é conhecida por ser cara é “The Crown”: estima-se que cada temporada da série custe cerca de 130 milhões aos cofres da Netflix, afinal de contas, retratar a realeza não poderia sair barato. Ainda assim, o investimento de “Falcão” supera ambas.

Publicidade

The Crown: orçamento
The Crown: direção de arte da série a torna uma das produções mais caras da Netflix.

Uma produção que o orçamento da série não irá superar é sua antecessora de streaming: a produção de “WandaVision” custou US$225 milhões aos cofres da Disney. Construir cenários, elaborar figurinos e locações para diferentes décadas certamente teve um peso enorme neste valor, além do já esperado CGI da série, já que todos os heróis representados nela possuem poderes relacionados à magia.

Publicidade

Publicidade

CONFIRA Também:
DISNEY+ | Produções que estreiam amanhã (5) no serviço de streaming

Mas se não teremos dragões, palácios ou figurinos de época em “Falcão e o Soldado Invernal“, para onde vai todo esse dinheiro? Possivelmente, para dois pontos importantíssimos: CGI e cenas de combate. Como já foi possível ver através das prévias divulgadas, a série terá grandiosas cenas de ação, e fazer com que o Falcão voe digitalmente de um ponto para outro certamente impõe um custo para o trabalho de efeitos especiais.

A estreia de “Falcão e o Soldado Invernal” está programada para o dia 19 de Março, duas semanas após a exibição do último episódio de “WandaVision“, que vai ao ar amanhã (5), exclusivamente no Disney+.

Para mais novidades sobre as produções do Universo Cinematográfico da Marvel, fiquem ligados no Sobre Sagas!

Arquiteto e Urbanista pós-graduando em Cenografia. Editor-Chefe e administrador do Sobre Sagas desde 2013. Apaixonado por adaptações cinematográficas, especialmente de fantasia.
FacebookInstagramLinkedin

1 comentário

  • Boa noite, muito bacana a matéria. A expectativa ta ficando alta que nem o custo de produção. Além disso gostaria de dizer que o correto na frase: – Será se- Falcão herdará todo esse sucesso? Seria “será que”.
    Abs

Deixe seu comentário