Detetive Forst, final explicado: Quem estava por trás dos assassinatos?

A teia de suspense e mistério da série Detetive Forst deixou os fãs presos à tela, mas após o desfecho eletrizante da primeira temporada, quem se interessou pela série, mas não chegou ao final pode querer saber: quem é o verdadeiro culpado por trás dos crimes cruéis que assombraram a trama?

A produção, que soube manter segredos em cada dobradura da história, concluiu suas revelações com surpresas e novos questionamentos, deixando um gancho enorme para uma possível 2ª temporada.

Vamos desvendar os véus sobre o mistério central da série e explicar quem estava por trás dos assassinatos na saga do habilidoso Detetive Forst.

O final de “Detetive Forst”

detetive-forst-final explicado

No último episódio, descobrimos que a sombra por trás dos assassinatos é o enigmático Iwo Elijah, que tem uma conexão inesperada com Forst: os dois compartilharam um passado no orfanato, onde Forst acabou sendo adotado e Elijah foi renegado devido à influência do futuro detetive. Assim, Elijah foi frequentemente abusado fisicamente no inferno de Halina, nutrindo um grande rancor pelo culpado por ele jamais ter podido sair daquele lugar.

Dominika Waldrys-Hansen, a promotora de justiça conhecida por sua integridade e dedicação, pode parecer a última pessoa a se envolver em tais sombras. Mas é exatamente seu marido, Iwo, quem se esconde por trás da máscara do vilão. Ele não só comete todos os crimes, como também consegue lançar todas as suspeitas sobre o Detetive Forst.

A série habilmente retoma o passado doloroso no orfanato, sob os cuidados de Halina Sznajderman, uma figura aparentemente comum que esconde sob sua fachada uma história ligada ao legado de horrores da Segunda Guerra Mundial. Enquanto Forst consegue escapar para um novo futuro, sendo adotado, Iwo permanece preso aos traumas e à rejeição, amargurado por um destino solitário e mais sombrio ainda pelo que lhe foi imposto, graças, indiretamente, à intervenção de Forst.

Forst e Iwo e o confronto

O enrolar dos fios nos leva a entender melhor a motivação de Iwo. Focado em se vingar dos colaboradores nazistas e seus descendentes, ele elabora um plano meticuloso, assassinando cada um com precisão cirúrgica. Todavia, quando a verdadeira identidade de Halina é descoberta—ela é filha de um dos mais temidos nazistas, Leon LowotarskiIwo decide eliminá-la também, acumulando mais sangue em suas mãos e mais confusão à narrativa.

Forst, determinado a limpar o nome, acaba finalmente confrontando Iwo e os dois entram em uma luta sangrenta. Ele, no entanto, não consegue impedi-lo de escapar.

O desfecho deixado em aberto

A primeira temporada não nos deixa com um final onde todos os nós são desatados. Pelo contrário, à medida que os créditos sobem, somos apresentados a um quadro de perguntas sem respostas. Iwo, reaparece ferido e aparentemente derrotado, no entanto Olga é quem está com ele. Quem é ela realmente, e qual é o papel que desempenha nessa trama complexa? As teorias são muitas: uma aliada de Iwo, uma caçadora de recompensas atrás de justiça ou talvez uma peça chave que até agora permaneceu no escuro?

Dominika, por sua vez, está encurralada entre a busca pela verdade e a necessidade de proteger sua reputação e sua família. Assim, a promotora se vê presa a um jogo de poder e segredos, onde Forst acaba sendo apresentado como o assassino no lugar de seu marido. A questão permanece: qual será o próximo movimento em seu tabuleiro de xadrez jurídico?

O destino dos personagens permanece nas mãos dos criadores da série, e a nós, espectadores e fãs, resta aguardar ansiosamente pelo que o futuro reserva para Detetive Forst.

CONFIRA Também: Os novos lançamentos imperdíveis da Netflix para o seu final de semana

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Instagram
Fechar