Filme de terror está em alta na Netflix, mas você nem deve perder seu tempo assistindo

Se você navegou recentemente pela página inicial da Netflix, provavelmente encontrou o recém-lançado A Casa do Medo, um filme de terror canadense que, apesar de ter pulado para a lista de mais assistidos, não vem exatamente recebendo aplausos do público.

Embalado pelo reconhecimento de estrelas como Miranda Cosgrove e Donal Logue, o filme parece promissor à primeira vista, mas desde já, adiantamos que as chances de se decepcionar são grandes.

Sinopse do filme

a casa do medo netflix

A premissa de A Casa do Medo pode parecer familiar logo de início, pois segue a cartilha do terror e suspense psicológico.

No filme, a jovem Rose Halshford, muda-se para uma casa antiga em Chicago com seu pai Jerry, na esperança de superar o luto, causado pelo suicídio de sua mãe, Rose. Suspendendo os estudos em Stanford para tentar aproveitar um momento tranquilo com o pai, Rose logo percebe que tem algo errado com a nova casa.

À medida que Rose fica mais paranóica sobre as suspeitas atividades na casa, a trama se desenrola com a tentativa da protagonista de descobrir o que realmente aconteceu ali, especialmente após fazer uma estranha conexão com uma mulher chamada Rachel e seu desaparecimento.

Rose, junto com Noah Henry, um artesão contratado pelo pai para reformar a casa, se lança numa investigação própria repleta de enigmas e em uma amizade que pode não ser tão inocente quanto parece.

Elenco

O filme conta com um grupo de atores que já bem conhecidos do público. Miranda Cosgrove, familiar para os espectadores mais jovens por seu papel em iCarly, assume o papel principal.

Donal Logue, um ator experiente com uma carreira sólida, é quem vive o pai de Rose, Jerry. Austin Butler, que na época do filme ainda não era tão conhecido, mas atualmente ficou marcado por sua atuação como Elvis, é quem vive Noah.

Tom Sizemore fecha o elenco principal do filme.

Um terror que não vale o seu tempo em frente à tela

Apesar de se aventurar em temas como a sanidade mental da protagonista do filme e o peso da história familiar na jornada das pessoas, A Casa do Medo raramente é um filme que recebe elogios, pois se perde em um mar de clichês e deixa a desejar em termos de originalidade e intensidade.

A tensão que a sinopse do filme propõe e deveria nos deixar grudados na tela, não existe de verdade ao longo do enredo, e, sinceramente, o andamento do filme é tão chato e desinteressante que chega a ser um crime.

Críticos que não conseguiram dar ao filme mais do 17% de aprovação no Rotten Tomatoes, ainda abordam a questão da ambiguidade proposital do filme que flerta com a tênue linha entre realidade e alucinação, algo que soa promissor, mas que, no desenrolar da trama, não se sustenta de maneira que justifique a paciência do espectador.

Pouco inspirado, A Casa do Medo fica naquele limbo entre o querer ser um filme sério de terror e um passatempo que não exige muito do seu cérebro.

Em conclusão, o filme pode estar em alta na Netflix, mas talvez seja melhor deixar a porta dessa Casa do Medo fechada e partir para outra opção na plataforma.

CONFIRA Também: Série aclamada da Star+ volta com 3ª Temporada Empolgante

Aline ResendeFormada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.
Instagram
Fechar